Não desista!

Há momentos na nossa vida em que parece que ela se transforma numa tela a preto e branco, onde passa sempre o mesmo filme repetidamente, onde as mesmas falas já se sabem de cor, sem sentido, não acrescentando nada de novo… Nessas alturas, parece que ligamos o botão do negativismo, e passamos a sintonizar-nos e a vibrar só nessa frequência que nos arrasta cada vez mais para baixo e não nos ajuda a ver soluções à vista. É tudo mau, não conseguimos pensar positivo, viciamo-nos no isolamento, parece que só nos sentimos bem em estar nesse buraco negro que não tem fim, um pouco como o buraco em que a Alice escorregou quando caiu no País das Maravilhas, mas em versão inversa…

O que fazer nessas alturas? O primeiro passo, se conseguir, consiste em procurar ajuda, quer da família quer dos amigos, pois desabafarmos, dizer o que nos vai na alma pode ajudar a libertar o fardo pesado que carregamos. Se sentirmos que essa ajuda ainda assim não foi suficiente, por que não recorrer a um profissional, a um psicólogo, um terapeuta de reiki, ou de outras terapias alternativas, que nos fortaleçam o espírito,  de um coach, ou de alguém que nos possa ajudar a ver o mundo com um pouco mais de cor?

A mensagem que quero hoje aqui deixar é de esperança, para quem neste momento da sua vida está a passar por um caminho desses, porque com um pouco de vontade própria e de empenho, de muito  “trabalho interno” é possível ultrapassar esse marasmo de negativismo instalado. Às vezes esse estado depressivo, nem é bem uma depressão, como hoje em dia  batizamos todos os estados de ânimo menos positivos, apenas se trata de uma fase em que só atraímos, aquilo que sentimos.

Se estiver a passar por esse momento, aceite o que sente, a tristeza, a dor, a angústia, não negue, não resista, não fuja dos seus sentimentos, mas não se entregue de alma e coração à mágoa e ao ressentimento. Nesses momentos de desânimo procure contrariar essa tendência, respire fundo para contrariar a ansiedade, se o tempo estiver bom dê um passeio à beira mar ou uma caminhada no parque, procure ver filmes ou programas que o inspirem, procure algo que o motive, retome um hobbie que se calhar já não fazia há muito tempo, fale com os amigos, combine um café ou um cinema. Não se acomode, nem isole…

Lembre-se que tudo passará… e o mais importante é mesmo o amor que sente por si próprio… esse ao ser cultivado diariamente, como uma flor que é regada e alimentada, terá tudo para germinar, crescer, e atrair todo o amor do universo. Para isso, resta-lhe acreditar, o resto virá por si…

Um excelente fim de semana!

maxresdefault

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s