Lei 6 – A Lei do Desprendimento

Desprender

«No desprendimento se revela o conhecimento da incerteza… no conhecimento da incerteza se revela a libertação do passado, do conhecido, da prisão da circunstância do passado. E pela nossa vontade de entrar no desconhecido, no campo de todas as possibilidades, entregamo-nos ao espírito criativo que orquestra a dança do universo.»

A sexta lei espiritual do sucesso é a Lei do Desprendimento. Segundo esta lei, depois da intenção de concretizar  os nosso desejos devemos renunciar à nossa ligação a eles, libertá-los, desligando-nos dos seus resultados.

Esta lei tem efeitos poderosos, pois permite-nos reduzir os níveis de ansiedade e de obsessão em relação aos nossos desejos, permitindo que os mesmos sigam o seu fluxo normal e se possam vir a concretizar, de modo mais fluído e abundante. Caso contrário, a nossa ligação exagerada à sua concretização  pode atrair doses industriais de angústia, de medo e insegurança, que nos impedem de expandir e aprofundar a nossa ligação com o nosso “eu” e trabalharmos o nosso autoconhecimento.

«A ligação ao resultado significa consciência da pobreza, pois esta ligação prende-se sempre aos símbolos. O desprendimento significa consciência da riqueza, pois ele traz-nos liberdade para criar. Só com um envolvimento desprendido se pode obter alegria e prazer. (…) Sem o desprendimento tornamo-nos prisioneiros de necessidades mundanas desesperadas e impossíveis, preocupações triviais, desespero passivo e tristeza- marcas indistintas de uma existência quotidiana medíocre e da consciência da pobreza.»

Neste sentido, o desprendimento é a chave para o sucesso em diferentes áreas, como a financeira, a afetiva, a familiar, a dos relacionamentos, a intelectual, entre outras, na medida em que este assenta num princípio libertador, criativo, num conhecimento da incerteza, que faz com que a vida seja vivida com mais emoção, alegria, mistério, empolgamento, desafio, aventura e magia. Permite um salto sem rede, sem segurança, que impulsiona a saída da zona de conforto, evitando os caminhos seguros, as rotinas, a estagnação e o aprisionamento das ideias rígidas e inflexíveis, que retirariam ao desejo a sua natural fluidez, criatividade e espontaneidade.

Para aplicarem esta lei nas vossas vidas é importante assim deixarem de lado as ideias fixas, optarem por uma vida livre e desprendida, permitindo a fluidez dos eventos, dos acontecimentos, dos desejos, das relações, envolvendo-se sem se apegarem, vivendo o momento presente com prazer, alegria e entrega.

#Todas as citações são da obra «Sete Leis Espirituais do Sucesso», de Deepak Chopra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s