Natal Feliz!

noite-de-natal

Nesta véspera de Natal quero endereçar a todos os seguidores deste blogue e a todos os leitores do mesmo, votos de muita paz, motivação e esperança para iluminar o vosso Natal, esperando que o mesmo seja vivido com muita magia, alegria e gratidão. Que os vossos sonhos se transformem em realidade não só neste dia, mas nos outros 364 dias do ano. Abracem muito, beijem, digam que gostam das pessoas importantes que vos rodeiam, só vivemos uma vez, sabemos lá nós se teremos mais algum natal pela frente?

Deixe-nos invadir pela inocência da criança que aprisionamos dentro de nós, já sabemos que não há Pai Natal, é uma realidade, mas há tantas coisas que podem encher o nosso coração, como se fôssemos crianças novamente, entusiasmar-nos com pequenas coisas…com pequenos presentes e atitudes… Eu adoro esse meu lado de criança, em que abre o mais pequeno presente, fascinada pelo embrulho, faz-me recuar no tempo, invadir-me de alegria.

Para quem não gosta desta época em particular, porque está só, porque lhe faleceu algum familiar recentemente, e porque só quer que esta noite passe a correr, a minha sugestão é que faça alguma coisa diferente, vão jantar fora, ao cinema, convidem alguém lá para casa que também precisa de um pouco de atenção, façam um gesto nobre, passem a noite numa instituição social, ofereçam um pouco de vocês aos outros, de certo encontrarão um outro espírito de natal, um outro sentido para esta noite.

Ofereço-vos um poema de Fernando Pessoa e despeço-me de vocês talvez até domingo, porque é tempo também de parar, sossegar e viver a quadra.

Sejam felizes!

Chove. É Dia de Natal

Chove. É dia de Natal.
Lá para o Norte é melhor:
Há a neve que faz mal,
E o frio que ainda é pior.

E toda a gente é contente
Porque é dia de o ficar.
Chove no Natal presente.
Antes isso que nevar.

Pois apesar de ser esse
O Natal da convenção,
Quando o corpo me arrefece
Tenho o frio e Natal não.

Deixo sentir a quem quadra
E o Natal a quem o fez,
Pois se escrevo ainda outra quadra
Fico gelado dos pés.

Fernando Pessoa, in ‘Cancioneiro’

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s