Autocoaching no final de 2015

post-it-notes-and-pins-fd984 copy.jpg

Uma das principais motivações que me levou a inscrever-me na Certificação Internacional de Coaching, da We Create, em maio de 2015, foi saber como aplicar o coaching na minha vida. Assim, além dos processos que desenvolvo com quem me procura para sessões de coaching eu também o aplico na minha vida regularmente. É um dos princípios basilares dos coachs, pois de outro modo, como poderíamos ajudar os outros, se não conhecêssemos os seus verdadeiros efeitos?

Nesta medida, considero o autocoaching essencial para o meu autoconhecimento e autodesenvolvimento, utilizando as mesmas técnicas e ferramentas que utilizo nos processos que desenvolvo, contribuindo assim para melhorar as minhas competências e habilidades, realizar os meus objetivos e alcançar, ou chegar mais perto, dos resultados que pretendo atingir.

Por esse motivo, periodicamente, cerca de três em três meses, faço o exercício da roda da vida, ou pizza da vida, como também é designado. Este esquema permite analisar 12 fatias diferentes da minha vida, dividida em 4 partes, parte prática, emocional, mental e espiritual. Depois de analisados os valores que atribuí a cada uma delas, pontuados de 0 a 10, costumo definir em qual das fatias necessito focar-me e concentrar-me mais durante o trimestre, e escolho geralmente aquela que melhorada terá maior impacto nas restantes. Mas, não contente com isso, ainda defino objetivos para cada uma das fatias, geralmente não muitos, para não perder o foco na fatia que quero melhorar. Consoante o que preciso ver melhorado na minha vida, defino as leituras que necessito fazer, no sentido de existir uma maior reflexão sobre os temas.

Chegado o fim de ano é a altura perfeita para fazer balanços e definir novos objetivos.  Por esse motivo, convido-te a fazeres comigo algumas reflexões sobre o ano que agora acaba e o que pretendes atingir no próximo ano:

– Define quais os teus três a cinco melhores momentos do ano.

– O que fizeste de novo?

– O que queres manter no ano de 2016?

– O que é que não queres que se mantenha em 2016?

– O que te faltou fazer em 2015 e pretendes fazer em 2016?

– Faz um exercício de diagnóstico sobre o estado da tua vida atual, através da pizza da vida e mede de 0 a 5 o teu grau de satisfação em cada uma das áreas da tua vida.

– Elenca 5 objetivos principais para 2016 e coloca-os por prioridade.

Arranja um caderninho e vamos lá começar a trabalhar. 2016 tem tudo para ser um grande ano, mas para isso é importante foco e motivação. És dos que vais sonhar para concretizar ou dos que vais ter metas que não te inspiram?

Piza da vida copy