Desafio 21- Abre o teu coração

Carlos

Chegámos ao fim dos 21 dias a viver melhor a felicidade, com muitas dicas, muitos aspetos que podemos ter presentes na nossa vida para melhorarmos a nossa relação connosco e com os outros. No último dia deste desafio a sugestão que vos deixo é algo que é transversal a tudo aquilo que já foi aqui referido anteriormente e que é a base para uma plena felicidade, falo-vos do poder do amor, aquele que faz mover montanhas e faz o mundo mover-se, pois tal como os Beatles cantavam «All you need is love».

Porque a felicidade é tudo sobre o amor, o amor por nós próprios que nos permite aceitarmo-nos como somos, com todas as nossas imperfeições, virtudes e defeitos, o amor fraternal pela família, pelos amigos que acolhemos, muitas vezes como se fossem parentes próximos, o amor romântico que nos faz transpor fronteiras e perseguir caminhos desconhecidos sempre com o propósito de uma complementaridade entre diferentes…tudo isso é amor, tudo isso nos faz felizes, bem dispostos, de bem com a vida. Quem não gosta de se sentir amado? As experiências que temos nesta área dos relacionamentos com os outros, porém nem sempre são positivas e favoráveis e é possível que, quando mal concluídas, fiquem feridas abertas, medos latentes que nos impedem de apostar de novo na exposição dos sentimentos,  para evitar a rejeição, a frustração, ou a desilusão. Todos sabemos que esse é um risco que corremos quando queremos ser mais felizes, correr o risco de sermos magoados. Porém, se queremos mesmo viver em felicidade, por piores experiências que o passado nos tenha trazido, o importante é que estejamos sempre dispostos a dar novas oportunidades ao amor, pois viver é isso mesmo, é arriscar para ganhar ou eventualmente perder. Se não der certo, temos sempre outras novas oportunidades para tentar de novo. Fechar o coração e impedi-lo de viver novas situações só pelo medo da deceção não nos fará ser mais felizes, bem pelo contrário, por isso se és dos que se fecham ao amor à espera que o medo passe, começa a alimentar a esperança e o otimismo, para que desta vez possas obter melhores resultados.

Sendo assim, o desafio que te proponho neste último post dedicado a esta temática é que abras o teu coração e escolhas uma pessoa que seja importante para ti, e lhe digas o quanto essa pessoa significa na tua vida, seja ela um par romântico, um familiar, um amigo (a). Se sentes que o teu coração está mesmo empedernido e não consegues realizar o desafio, então está na altura de lhe dares corda e de o deixares de novo a trabalhar, procura dar-lhe confiança para arriscar de novo, sai do casulo e aproveita para te dares a conhecer ao mundo, fazeres novas amizades ou quem sabe conhecer aquele (a) que vai fazer o teu coração bater mais rápido. Lembra-te do provérbio que diz que «quem não arrisca, não petisca» e hoje é um bom dia para arriscares e amares.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s