«O Segredo do Amor » de Ruedier Schache

 

9789892304595.jpg

Partilho convosco uma das minhas últimas leituras, «O Segredo do Amor», de Ruedier Schach. Este livro pelo seu conteúdo interessante e revelador destina-se a todos aqueles, homens e mulheres, que não tenham uma vida amorosa satisfatória e pretendam compreender de que modo poderão encontrar  um (a) companheiro (a) ideal, e serem felizes no amor.

Ao longo da obra vão sendo revelados 10 segredos que nos evidenciam que as pessoas que podem surgir na nossa vida amorosa não aparecem por acaso. Baseando-se na célebre Lei da atração, Rudier Schache demonstra-nos que somos nós que atraímos essas pessoas para a nossa vida, com as nossas crenças limitadoras, os nossos pensamentos negativos, as nossas resistências interiores, os nossos medos e bloqueios.

Nesse aspeto, o autor defende que todos possuímos um íman magnético que atrai determinado tipo de pessoas e não outras, consoante o tipo de energia que emanamos, pois segundo o autor, não se encontram pessoas apenas pelos sentimentos amorosos que se estabelecem, há todo um conjunto de energias vibratórias subtis que nem nos apercebemos. Neste sentido «não atraímos automaticamente as pessoas que são compatíveis connosco, mas aquelas que precisam daquilo que emitimos». Se estás carente e precisas desesperadamente de um relacionamento para escapares da solidão, o que te estás a habilitar a encontrar a encontrar é alguém que esteja precisamente na mesma sintonia, porque tudo funciona como um espelho que vai atrair o que está contido no nosso íman.

Neste sentido, é importante conhecermo-nos bem, sabermos que padrões estamos constantemente a atrair na nossa vida, que pensamentos poderemos estar a ter que nos impeçam de atrair pessoas que nos valorizem e acrescentem, devendo cuidar bem do nosso íman de atração, limpá-lo de todo o lixo que carregamos connosco e alimentar pensamentos positivos e saudáveis. Outros segredos igualmente importantes passam por nos amarmos mais, sermos a nossa própria fonte interna de amor, por reconhecermos os nossos medos e não nos fazermos reféns dos mesmos, nem profetas das realidades que não pretendemos na nossa vida.

Estes são alguns dos alertas que o autor faz ao longo do livro para que o amor seja vivido com maior autenticidade e qualidade, um segredo bem guardado que convém desvendar da primeira à última página.

Como senti ao ler o livro que alguns destes conhecimentos deviam ser acessíveis a muita gente, para que os possam aplicar e assim encontrar o verdadeiro amor, ou pelo menos um amor construtivo e saudável, resolvi que os próximos posts poderão ser dedicados a alguns dos temas apresentados nesta obra, pois merecem um pouco de reflexão e de interiorização dos conhecimentos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s