Dicas de Meditação Diária para pessoas muito ocupadas

350x

Hoje deixo-vos com uma sugestão de leitura, de Osho, sobre a importância da meditação diária numa sociedade de pessoas ocupadas e num frenesim constante.  Neste livro encontrarás algumas dicas e reflexões sobre o que é isto de meditar, sobretudo quando andamos muito agitados e temos tanto para fazer. É preciso parar nem que seja por breves instantes! Os efeitos são fantásticos, pois acalmando o corpo e a mente poderemos estar em melhor sintonia connosco próprios, mais focados, alerta e descansar a mente das tarefas e objetivos diários. Uma espécie de «dolce fare niente» para as nossas cabeças, esvaziando-as de um atulhamento de pensamentos.
«A meditação não é concentração. É uma simples tomada de consciência. Basta relaxar e observar a respiração. Durante essa observação, nada é excluído. O carro está em funcionamento, é normal, aceite-o. O tráfego está a passar, tudo bem, isso faz parte da vida. (…) Nada é rejeitado. Não é possível evitar a verdade. É melhor enfrentá-la, é melhor aceitá-la, é melhor vivê-la!Assim que começar a viver uma vida de verdade, de autenticidade, com o seu rosto original, todos os problemas desaparecerão porque, quando deixa de estar dividido, o conflito cessa.»
«Sempre que tiver algum tempo livre, relaxe o sistema respiratório por alguns minutos, mas nada mais, não há necessidade de relaxar o corpo todo. Sentado no comboio, no avião ou no carro, ninguém vai dar conta que está a fazer alguma coisa. Simplesmente relaxe o sistema respiratório. Permita que ele funcione da forma que lhe é natural. Depois feche os olhos e observe a sua respiração a entrar, a sair, a entrar…
Não se concentre! Se o fizer cria problemas porque tudo se torna perturbação. Se tenta concentrar-se sentado no carro então o barulho do carro irá perturbá-lo, a pessoa sentada ao seu lado irá perturbá-lo.
A meditação não é concentração. É uma simples tomada de consciência. Basta relaxar e observar a respiração. Durante essa observação, nada é excluído. O carro está em funcionamento, é normal, aceite-o. O tráfego está a passar, tudo bem, isso faz parte da vida. (…) Nada é rejeitado. Não é possível evitar a verdade. É melhor enfrentá-la, é melhor aceitá-la, é melhor vivê-la!Assim que começar a viver uma vida de verdade, de autenticidade, com o seu rosto original, todos os problemas desaparecerão porque, quando deixa de estar dividido, o conflito cessa».
In: Osho, Meditação para pessoas ocupadas, 4 Estações Editora p.99, 100

Estar em paz é trazer a natureza para dentro de casa…

20120722104106

Estar em paz é ir ao parque, ao jardim, à serra ou à natureza, respirar fundo, fazer um pouco de exercício, e no regresso colher umas flores silvestres, margaridas, rosmaninho, cardos para colocar na jarra ou fazer uns trabalhos manuais com elas. A paz faz-se de coisas simples e de trazer a natureza para as nossas práticas e hábitos. A primavera tem destes encantos mágicos, transforma os campos em vestidos coloridos.

Estar em paz é Rir…mesmo quando não nos apetece!

Como-fazer-uma-mulher-rir-630x315

Estar em paz é rir, mesmo quando não nos apetece e a única coisa que queremos é fugir…e esconder-nos do mundo. Rir coloca-nos nessa essência tão nossa e tão profunda, que mesmo quando a negas ela existe e mostra-te que não há como fugir de ti mesma. Estar em paz, mesmo quando há um tumulto no teu peito e na tua mente é rir de tudo, dos medos, dos fracassos, do que ficou por fazer e dizer e saber que há momentos na vida em que a única coisa que te pode salvar é mesmo rir contigo e com os outros!O riso é a forma mais sábia de nos encontrarmos a nós mesmas e alcançarmos a mais pura iluminação!

Maio…mês de paz

Este mês proponho que o tema aqui abordado seja a paz interior e o que nos nutre o corpo e a alma e por isso vou pôr mãos à obra nessa tarefa. Tenho andado um pouco cansada e sem força anímica,e por isso partilho convosco algumas práticas e experiências que me têm feito bem nos últimos tempos para acalmar e sossegar a mente. Muitas vezes basta começar com pequenas coisas, como seja estar no momento presente e desfrutar dos momentos e dos nossos hábitos diários. Quem disser que não tem tempo para meditar ou para ficar em reflexão que se desengane, pois práticas como o mindfulness, que nos introduzem momentos de atenção plena e calma nas nossas vidas, podem ser feitas mesmo enquanto realizamos tarefas simples como lavar os dentes ou tomar o pequeno almoço.

31957977_805749859623832_6950056872263024640_n32191266_805749862957165_1196897683340525568_n

Claro que os desafios da pressa nos atrapalham, mas se nos permitirmos sentir as coisas, em vez de cedermos ao piloto automático, são nesses momentos que podemos começar a estar em paz. Enquanto tomares o teu pequeno almoço, desperta para os sabores e paladares, para os sons que te rodeiam, a música que toca ou a notícia que passa na rádio ou na televisão, sente os cheiros e as texturas dos alimentos que saciam a tua fome e delicia-te com eles. Escolhe alimentos que te deixem saudável e sente como eles te deixam o organismo completamente satisfeito!
Vive o momento presente com calma e muita paz! 🙂

Esperança…

Em véspera de Páscoa, a mensagem que vos deixo é de esperança. Sejam gratos por tudo o que têm, não percam o interesse na vida, coloquem amor em tudo o que fazem e sobretudo em vocês mesmas. Silenciem se necessário for, saiam de cena, vão meditar junto ao mar, rezar num templo ou igreja, fazer um retiro, caminhar na natureza, nadar, surfar, mergulhar, permitam-se ter esses momentos de paz e equilíbrio convosco. É possível transformar, mudar, só é preciso o tempo certo, o teu tempo para aceitares que as coisas boas já estão a chegar ao teu encontro. Tu consegues! Juntos transmitimos essa energia!

29597455_2087643874584619_8523471925941076231_n

Boa Semana!

Às vezes és a tu o teu maior crítico…achas que não consegues alcançar os resultados, porque tudo parece demorar ou acontecer, sentes que estás a caminhar de forma lenta e isso dá cabo de ti, porque o tempo de espera demora-se…mas a verdade é que enquanto acontece e não acontece o que queres e desejas, não podes parar, não podes suspender a marcha ou seguir em direções que te afastam do que queres…mesmo que a 50 à hora, o que importa é não parares! Pensa nisso e segue ao teu ritmo e à tua própria velocidade!!!! Boa semana!28166955_770217766510375_3323292836933141160_n.jpg

Positiva-Mente de Catarina Rivero e Helena Águeda Marujo

1946026.jpg

Este é o livro que escolhi para te sugerir neste desafio que tenho feito na minha página de Facebook sobre a felicidade, no mês que se comemora esta fantástica emoção, a 20 de março, com uma celebração internacional.

Positiva-Mente tem como autoras Catarina Rivero, uma psicóloga clínica, dedicada à terapia familiar e de casal, e Helena Águeda Marujo, escritora, formadora, professora e co-coordenadora do Executive Master em Psicologia Positiva Aplicada, no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas, ISCSP.

Este é um livro que nos dá a conhecer de forma simples e leve os meandros desta vertente da Psicologia: a psicologia positiva, a ciência ao serviço da felicidade e do bem estar e a importância de termos mais positivismo nas nossas vidas. Convida-nos também  a percorrer um itinerário pelos caminhos da felicidade, apelando para certos requisitos, como é o autoconhecimento, o perdão, a transformação dos pensamentos negativos, a celebração dos momentos da vida, a rotina do riso e do afeto, a desdramatização, o culto da brincadeira, de atos de bondade, da amizade e do amor.

É seguramente um livro transformador que nos faz ver a vida com outros olhos, com um foco mais no momento presente e na nossa capacidade de enfrentar as dificuldades da vida com resiliência e otimismo, repleto de dicas e exemplos de histórias de vida.

Ainda que não haja nunca receitas para a felicidade, pois cada um de nós terá as suas, este é seguramente um livro que nos inspira a sermos mais felizes e a relativizar mais a vida e o que nos sucede através de umas lentes mais animadoras.

Um livro que aconselho vivamente a ler!

http://www.viverpositivamente.com/

Não te rendas!

pc-600x3301

Não te rendas

“Não te rendas, ainda estás a tempo
De alcançar e começar de novo,
Aceitar as tuas sombras,
Enterrar os teus medos,
Libertar o lastro,
Retomar o voo.

Não te rendas que a vida é isso,
Continuar a viagem
Perseguir os teus sonhos,
Destravar o tempo,
Remover os escombros,
e destapar o céu.

Não te rendas, por favor não cedas,
Mesmo que o frio queime,
Mesmo que o medo morda,
Mesmo que o sol se esconda,
E se cale o vento,
Ainda há fogo na tua alma
Ainda há vida nos teus sonhos.

Porque a vida é tua e teu também o desejo
Porque o quiseste e porque eu te quero
Porque existe o vinho e o amor, é certo.
Porque não há feridas que não cure o tempo.

Abrir as portas,
Tirar os ferrolhos,
Abandonar as muralhas que te protegeram,
Viver a vida e aceitar o repto,
Recuperar o riso,
Ensaiar um canto,
Baixar a guarda e estender as mãos
Abrir as asas
E tentar de novo,
Celebrar a vida e retomar os céus.

Não te rendas, por favor não cedas,
Mesmo que o frio queime,
Mesmo que o medo morda,
Mesmo que o sol se ponha e se cale o vento,
Ainda há fogo na tua alma,
Ainda há vida nos teus sonhos
Porque cada dia é um começo novo,
Porque esta é a hora e o melhor momento.
Porque não estás só, porque eu te amo. “

MARIO BENEDETTI
traduzido por Inês Pedrosa

Foto tirada de https://chastityproject.com/2014/11/feminine-genius/

Mergulha em ti!

mulher-de-costas-com-dorUltimamente os dias têm andado mais carregados, mais cinzentos, não só pelas condições meteorológicas que não sendo animadoras , são uma bênção para um país à beira da seca e da crise alimentar iminente, mas porque a energia tem andado mais densa, convidando-nos a um momento de mais calma, mais paciência, mais silêncio. Um tempo para cuidarmos de nós e das nossas dores, das nossas feridas e do que nos grita na alma.

Se te andas a sentir assim, deixa-me dizer-te que não és a única a ter estes sintomas, por isso reserva tempo para ti, permite-te estar onde estás e sentir o que estás a sentir. A conjuntura astral não está fácil, e embora não tenha conhecimentos suficientes de astrologia sei que a entrada de Saturno em Capricórnio nos veio fazer “entrar nos eixos” e deixar a brincadeira, “agora é ou vai ou racha”, vamos ter de parar de adiar decisões e tomar ação e controlo da nossa vida, ou a bem ou a mal.

Por isso este período pede-nos também desapego, fechamento de ciclos, desprendimento, seja em relação a situações ou pessoas na nossa vida, relacionamentos, ou mesmo a nossa forma de nos relacionarmos, os nossos sistemas de crenças e o nosso propósito de vida.

É tempo de soltar, abandonar, libertar, abraçar o novo para nos renovarmos. Clarificar as ilusões e abraçar a realidade por mais dolorosa que possa ser, pois é sempre preferível a consciência tranquila da verdade do que ser sustentada pela fantasia irreal. Por isso temos de abdicar da nossa zona de conforto, dos contos de fadas, dos mitos que criámos e acreditámos e passar a viver no mundo real. E por isso esta tensão entre a realidade dolorosa e a ilusão que criámos nos faz parecer que vivemos numa eterna montanha russa de emoções. É tempo de crescer!

Este processo de renovação que nos faz abraçar o abismo interno e a sensação de nos sentirmos perdidos pede-nos coragem para aceitar a nossa vulnerabilidade, o nosso propósito de alma. Se escolhermos enfiar a cabeça na areia, adiamos o nosso processo evolutivo, paramos, escondemo-nos e resistimos e como tal iremos continuar a viver as mesmas coisas. É preciso mesmo uma grande valentia da nossa parte para vivermos a verdade. Mas nós somos super-heróis…nós conseguimos!

Por isso é natural que o momento presente traga algumas lágrimas, algum desespero, porque nos é desconfortável mudar e é necessário confrontar as nossas sombras, os nossos medos e fragilidades e ver este período como uma nova oportunidade no nosso percurso.

Por isso se te sentes assim, dialoga com a tua dor, não a coloques debaixo do tapete, entende-a, procura um terapeuta se perceberes que não consegues curar-te sozinha. Aceita a luz que vem dessa dor, esse recolhimento necessário. Abraça a nudez da tua alma, expõe-te ao vazio redentor, atravessa esse deserto para ganhares novas forças e venceres o teu próprio combate.

Nada é fácil, este momento também não está a ser para muitos de nós, mas há esperança de dias melhores, mais coloridos, amenos e confiantes. Ama-te com carinho, respeita-te a ti e aos outros, cresce e evolui ao teu ritmo, nutre-te com afeto, expande o teu amor por todos e solta as amarras que te prendem e que te seguram. Mergulha em ti!

Ana Machado

Momentos de mudança…

Em momentos de mudança, como os que sinto que estamos a viver, em que a energia nos recentra e convida a recolher dentro do nosso “eu”, em mundos múltiplos e por vezes afastados do palco exterior, onde paira a dúvida e a indefinição dos nossos papéis e dos rumos da nossa missão pessoal, peçamos ao universo que seja qual for a direção a tomar ele conspire a nosso favor e nos faça rumar a bom porto, seguras, confiantes e com a certeza que tudo tem um sentido. Reflexões de um domingo que convida a mergulhar no ser.

que-o-universo-conspire-a-nosso-favor (1)