Junho, solistício, balanços, sonhos e coaching

13446197_1340490775965137_548294259_o

Tenho passado as últimas semanas a finalizar etapas iniciadas anteriormente, a fechar ciclos e a concluir as minhas participações como professora voluntária numa universidade sénior de Almada, e como facilitadora de um clube de escrita criativa, na instituição onde trabalho. Também aproveitei e fiz uma curta viagem pelo sul de Espanha, onde tive a oportunidade de descansar um pouco, ver novas paisagens, deslumbrar-me com as magníficas obras de arte edificadas pela mão humana, carregadas de história e de cultura, degustar novos pratos e as iguarias da Andaluzia.

Com tudo isto, temos o verão à porta apenas a um dia de distância e temos 6 meses do ano de 2016 passados…ao todo 170 dias que passaram e que tiveram de certeza algum impacto nas nossas vidas.

O meu post de hoje serve um pouco de balanço do ano e por isso convido-te  a ires buscar a tua bucket list de 2016, se a fizeste em dezembro de 2015 como te sugeri, e que olhes com muita atenção para ela. Repara no que já fizeste, no que ainda te falta fazer, e o que já não se coaduna com os teus sonhos e objetivos atuais. Pega numa caneta de cor, e coloca um visto junto dos sonhos e vontades que já realizaste, risca as que já não te interessam fazer e destaca as que ainda pretendes realizar até dezembro.

bucket list

Que tal? Que balanço fazes da tua lista de sonhos? Dos 30 que tinhas estabelecido realizaste quantos? Mais de 10? Mais de 20? Seja como for, não entres em stress se não conseguiste realizar mais de 5, o que importa é que ainda tens 6 meses pela frente para te colocares em ação e te aproximares o mais possível dos teus desejos do início do ano, caso contrário, essa lista não passa de algo fictício, destituída da energia mágica que se pretendia que invadisse a tua vida de foco e de determinação.

Eu confesso-te das 30, realizei já 12 dos meus desejos, mas o importante é que mesmo que não chegue nem perto das 30, eu tenha dado o meu melhor para poder chegar mais longe no que pretendo, me tenha envolvido, e pensado no que quero. Certamente, que por pouco que possas fazer, sempre farás mais alguma coisa, do que se não tiveres feito absolutamente nada.

Estas metas servem assim como faróis no nosso percurso que não devemos de todo abandonar. Coloca a tua bucket list num local que possas ver todos os dias e alimenta-a com a tua vontade e o teu pensamento.

Por outro lado, temos o solístico aí e o verão a bater à porta, inauguramos um tempo de  viragem, de mudança, de sol, de mar, de campo, de alegria, de pausa e de descanso, um tempo lento para contemplar novas paisagens e lugares, para ponderar, para aceitar os imponderáveis da vida com um sorriso, para nos mimarmos com muito amor, para saborearmos a vida e deixarmos o tempo passar devagar. Tempo de abertura ao novo, ao sagrado, ao romance, à conquista, à aventura de desbravar novos territórios, à música, aos pores do sol, à meditação, aos mergulhos, aos petiscos, aos brindes com os amigos…um verão que temos pela frente para sermos felizes e relativizarmos as nossas angústias, os nossos medos, as nossas carapaças, os nossos bodes expiatórios, para silenciar as nossas crenças limitadoras e as suas vozes irritantes nas nossas cabeças o tempo todo.

Pensa no modo como podes transformar o verão de 2016, como aquele verão magnífico e especial…dá-lhe um tom, um toque, uma magia, uma cantiga, pinta-o com os matizes que mais gostas…corre atrás dele e celebra-o como um tempo para viver…

Para mim, depois do amor, o verão é a melhor coisa que existe. ..

large

Anúncios

Bucket List para 2016

bucket list

Uma das maneiras de fixarmos os nossos desejos pode ser através de uma bucket list, ou seja uma lista das coisas imperdíveis que gostaríamos de ver realizadas, uma espécie de top 30  que não devemos esquecer e que nos saberá tão bem colocar à frente um visto e pensar: “check!”

Vale a pena perder alguns momentos a fazê-la para que ela nos possa guiar ao longo do ano nas nossas opções e nas nossas escolhas, tal como um fio condutor que não nos deixa desviar do caminho traçado. Não tem a força de um objetivo, funcionando um pouco como um estímulo para alcançarmos os nossos sonhos e desafios pessoais de uma forma mais descontraída, mas por outro lado obriga-nos a pensar no que nos faz feliz e no que gostávamos de fazer nos próximos tempos.

Mas porquê este nome em inglês, bucket list? A origem da palavra é inglesa e vem da expressão kick the buket, que em português significa «bater as botas». Neste sentido, uma bucket list corresponde aos desejos que queremos realizar antes de morrer, e nessa perspetiva direciona-nos para o que pretendemos aproveitar nesta vida.

369c24b972a7bc527a326d58cf980cc6

Se quiseres pega num papel, decora-o à tua maneira e preenche a tua lista, esquecendo impeditivos de tempo ou dinheiro, sê sincero (a) contigo próprio (a) e segue o teu coração e o que te motiva mesmo a fazer nos próximos 12 meses, quer seja aquela viagem há muito desejada, aquele guilty pleasure que vais esquecendo. Liberta a tua imaginação, dá asas à criatividade e let it be

Partilho contigo alguns dos itens da minha lista e fico à espera que possas também  partilhar alguns dos teus comigo.

  • Comemorar o meu aniversário.
  • Fazer uma sessão de massagem e SPA.
  • Ir visitar o templo Budista de Sintra.
  • Ir viajar.
  • Ler mais um livro policial da Camilla Lackberg.
  • Fazer um workshop de escrita criativa.
  • Começar a fazer mais exercício físico.
  • Fazer um retiro de desenvolvimento pessoal/meditação.
  • Ir jantar a um restaurante russo.
  • Ir a um parque de diversões.
  • Ir dançar numa discoteca.
  • Ajudar alguém a atingir os seus objetivos.
  • Preparar-me para fazer o caminho de Santiago de Compostela.
  • Ter aulas de cozinha vegetariana.
  • Fazer um fim de semana cultural.
  • Fazer voluntariado com os mais carenciados.
  • Ir a um concerto.
  • Ir mais vezes ao teatro.
  • Doar sangue no início de junho.
  • Fazer um workshop sobre coaching.
  • Fazer mais amigos.
  • Alimentar o meu pote da gratidão diária ou semanalmente.
  • Ter ideias criativas para o meu blogue.
  • Ir a um baile de Máscaras.
  • Ver o Taj Mahal.
  • Assistir a uma chuva de estrelas cadentes e pedir desejos.
  • Dinamizar sessões de escrita criativa.
  • Fazer um piquenique no verão.
  • Meditar pelo menos 1x por semana.
  • Poupar mais.

Para te inspirares, aconselho-te a ver um filme excelente que tem esse nome mesmo «Bucket List», com Jack Nicholson e Morgan Freeman, para que escolhas viver tudo ao limite, antes do último suspiro.