Natal Feliz!

noite-de-natal

Nesta véspera de Natal quero endereçar a todos os seguidores deste blogue e a todos os leitores do mesmo, votos de muita paz, motivação e esperança para iluminar o vosso Natal, esperando que o mesmo seja vivido com muita magia, alegria e gratidão. Que os vossos sonhos se transformem em realidade não só neste dia, mas nos outros 364 dias do ano. Abracem muito, beijem, digam que gostam das pessoas importantes que vos rodeiam, só vivemos uma vez, sabemos lá nós se teremos mais algum natal pela frente?

Deixe-nos invadir pela inocência da criança que aprisionamos dentro de nós, já sabemos que não há Pai Natal, é uma realidade, mas há tantas coisas que podem encher o nosso coração, como se fôssemos crianças novamente, entusiasmar-nos com pequenas coisas…com pequenos presentes e atitudes… Eu adoro esse meu lado de criança, em que abre o mais pequeno presente, fascinada pelo embrulho, faz-me recuar no tempo, invadir-me de alegria.

Para quem não gosta desta época em particular, porque está só, porque lhe faleceu algum familiar recentemente, e porque só quer que esta noite passe a correr, a minha sugestão é que faça alguma coisa diferente, vão jantar fora, ao cinema, convidem alguém lá para casa que também precisa de um pouco de atenção, façam um gesto nobre, passem a noite numa instituição social, ofereçam um pouco de vocês aos outros, de certo encontrarão um outro espírito de natal, um outro sentido para esta noite.

Ofereço-vos um poema de Fernando Pessoa e despeço-me de vocês talvez até domingo, porque é tempo também de parar, sossegar e viver a quadra.

Sejam felizes!

Chove. É Dia de Natal

Chove. É dia de Natal.
Lá para o Norte é melhor:
Há a neve que faz mal,
E o frio que ainda é pior.

E toda a gente é contente
Porque é dia de o ficar.
Chove no Natal presente.
Antes isso que nevar.

Pois apesar de ser esse
O Natal da convenção,
Quando o corpo me arrefece
Tenho o frio e Natal não.

Deixo sentir a quem quadra
E o Natal a quem o fez,
Pois se escrevo ainda outra quadra
Fico gelado dos pés.

Fernando Pessoa, in ‘Cancioneiro’

 

 

Neste Natal dá presentes diferentes

tumblr_myb9j7vQ8v1s2d2xco1_500

Esta época do ano, cada vez mais votada ao consumismo, acaba por se traduzir numa azáfama, em que toda a gente caminha apressada, enche os centros comerciais em busca da prenda certa para o amigo, familiar ou companheiro. Enchem-se às vezes de presentes que se dão e nada significam nem para quem dá, nem para quem recebe, só porque a finalidade é dar.

Com esta pressão toda, perde-se por completo o espírito verdadeiro do Natal. Para mim o Natal não são os grandes presentes, são as pequenas coisas como rever os amigos que há muito não estão presentes, ir para a cozinha fazer doces, reunir a família em torno de uma mesa com alguns acepipes e comida melhorada, estar em paz de espírito comigo e com  os outros. Na verdade, as coisas mais importantes da vida, como o amor, a amizade, o companheirismo não têm valor material, e são essas as verdadeiras dádivas que nós podemos querer no Natal. Se esses valores não forem transmitidos aos mais pequenos desde tenra idade, vamos criar crianças egoístas, insolentes, que se transformarão em adultos frustrados, avaliando a sua felicidade apenas pelo que têm, não pelo que são.

Para contrariar essa tendência, trago-vos uma sugestão de presente de Natal diferente e convido-vos a brindarem os vossos amigos ou familiares e entes queridos com uma carta de Gratidão. Querem melhor presente do que este, que vem direto do coração, não tem custos elevados e desperta em quem recebe uma alegria incalculável?

Modelo-de-Ofício-de-Agradecimento2

Vai buscar um papel, um papel bonito pronto, e de caneta na mão deixa o coração ditar-lhe as palavras certas. Diz-lhe o quanto essa pessoa é importante para ti, agradece-lhe a sua presença na tua vida, enaltece os bons momentos que passaram juntos ao longo do ano e relembra-lhe alguma história que tenham vivido, agradece-lhe o facto dessa pessoa te ter ajudado a ultrapassar algum momento difícil na vida.

86489942.jpgA decoração da carta deixo ao teu critério. Quando chegar o momento certo entrega a carta à pessoa, e se puderes lê-a em voz alta. Vais sentir o poder da carta de gratidão, tanto em ti que a escreveste como no outro que a recebe.

Esta prática, segundo Martin Seligman, um dos grandes nomes da Psicologia Positiva, que analisou os efeitos de escrita e entrega das cartas de gratidão, contribui para aumentar o bem estar e a diminuir a ansiedade, o stress e a depressão, pois a gratidão permite a ligação a sentimentos positivos e a memórias felizes. Ao enfatizar a nossa gratidão ao outro estamos a cimentar laços e a fomentar o nosso relacionamento com essa pessoa.

Espero que experimentes e aproveites a sugestão para o teu Natal.

Sente-te grato! Sente-te feliz. Votos de Feliz Natal!

tumblr.jpg